Conheça os 6 segredos de quem sabe delegar

A Copa do Mundo da Rússia chegou ao fim deixando uma ótima reflexão para os negócios: de nada adiantam os maiores craques sem um entrosamento perfeito de toda a equipe, cada um em sua função. E isso é muito mais difícil do que se imagina.

Na gestão administrativa, muitos empreendedores investem bastante no recrutamento e treinamento de pessoal, mas na rotina esquecem de uma característica fundamental para o sucesso do time: saber delegar.

Vamos compartilhar 6 segredos para quem tem dificuldades no assunto. É nosso convite para você colocar em prática atitudes simples que influenciam diretamente na gestão do seu negócio e (acredite!) também na vida pessoal.

#1 Você não dá conta de tudo!

Esta é uma verdade dura nos negócios. Mas é importante ter clareza de que é impossível estar no controle de tudo. Você pode ser craque nas atividades administrativas, mas já aprendemos que craques não resolvem nada sozinhos.

Pelo contrário, o acúmulo de tarefas pode gerar desequilíbrios profissionais e pessoais, como estresse, desmotivação, equipes inseguras e dependentes, além da falta de tempo para se atualizar.

#2 Delegar não é o mesmo que deixar de lado

Quando o empreendedor confia funções a seus funcionários, ele os ajuda em seu desenvolvimento profissional, enquanto é possível focar em atividades mais estratégicas de gestão.

É essencial entender que delegar é um verbo que acompanha vários outros: treinar, compartilhar, confiar, supervisionar e reagir. Um profissional treinado e seguro, lhe passa também mais confiança para abrir mão de algumas tarefas. A supervisão e o feedback entram como confeitos especiais (e essenciais) para a receita do sucesso.

Cuidado com o controle excessivo! Supervisão demais demonstra falta de confiança e pode deixar o funcionário inseguro.

#3 Mapear fortalezas é um grande diferencial

É importante desenvolver um olhar clínico das potencialidades de seu contratado. Cada profissional carrega consigo um histórico e habilidades singulares que podem se adequar a tarefas específicas. A observação, proximidade e técnicas como (reuniões individuais), podem contribuir.

Imagine que dentro de sua equipe de marketing você tenha profissionais de perfil executivo, crítico ou inovador. Ao delegar uma tarefa, já é possível prever algumas características como a agilidade, dificuldade ou maior necessidade de supervisão dependendo de quem foi o escolhido. Qualquer perfil pode ser o mais indicado dependendo das necessidades da tarefa.

#4 Feedback é sinônimo de desenvolvimento

Ainda que confiar no seu funcionário seja essencial, faz-se necessário um feedback constante. O desenvolvimento do membro e o sucesso na execução das demandas é resultado de bons treinamentos aliados a retornos com constância sobre seu desempenho.

Feedback aqui significa falar e também ouvir.

Além de você estar mais próximo e ciente das potencialidades de seus funcionários, é possível evitar surpresas e ainda descobrir quais as melhores formas de tecer críticas positivas ou negativas de acordo com cada perfil.

#5 Clareza é o ingrediente principal

Há tarefas que por mais confusas que pareçam até para você precisam ser explicadas de forma clara quando delegadas. Explicite se há uma única forma de resolução, espaços para proposições, prazos, ferramentas ou técnicas específicas e tudo que puder influenciar no resultado de sucesso.

Lembre-se: o que está claro na sua cabeça pode ser um grande limbo na do outro. Certifique-se de que foi claro e se há dúvidas. A melhor forma de confiar e se ocupar de outras coisas está na certeza de que seu funcionário está seguindo um caminho interessante, decidido por você ou em conjunto.

A clareza é tão essencial que, quando usada, facilita até mesmo no feedback ou nas críticas, identificando o que é falha sua ou do funcionário e  tornando mais eficazes as medidas de resolução.

#6 Delegar não é o mesmo que “delargar”

É comum a confusão entre delegar e transferir responsabilidades. Ao delegar, assume-se um risco conjunto sobre o sucesso ou fracasso da demanda.

Ao “delargar”, há uma transferência cega da tarefa e cobranças desproporcionais seja qual for o resultado obtido. “Delargar” é sinônimo de equipes desmotivadas, inseguras e de pouca proatividade. Nesse caso, até o feedback vira veneno.

#Bônus!

Sabemos que a distância é grande entre teoria e prática quando o assunto é delegar. Mas uma perguntinha simples pode te ajudar a ir ganhando confiança na equipe. Pergunte sempre aos membros: como você faria?

Enquanto gera discussões, é possível entender quem pode te auxiliar melhor naquele momento, além de conhecer os potenciais de cada membro, como falamos na dica 3.

Lembre-se, você é o capitão de um time que precisa confiar e ser confiado. O segredo não está só nas nossas dicas, mas em colocar energia para conhecer as particularidades de sua equipe e extrair dela as fortalezas necessárias para serem um time vencedor, até mesmo nas adversidades.

Category: Sem categoria
Leave a Comment